Ford quer recuperar território entre os SUVs no Brasil

27/10/2018


Marca trará da China um rival para o Jeep Compass, e ainda terá versão do EcoSport sem estepe na tampa

 

 

O Ford Territory 2019 vai chegar ao Brasil o mais rápido possível para poder entrar na briga com o Jeep Compass

Foco nos segmentos mais promissores do mercado é o novo mantra nos escritórios da Ford no ABC paulista. Depois de tirar de linha o Focus argentino, que vendia pouco nas versões hatch e sedã, a montadora vai centrar fogo nos três segmentos em que que se dá melhor no país: compactos, picape e principalmente SUVs, com o modelo Ford Territory 2019 como principal destaque. 

 

Na verdade, o que a marca do oval azul quer é recuperar o território perdido. Por uma década, reinou quase sozinha com o pioneiríssimo EcoSport. Faltou aos executivos da época a percepção de que a onda SUV estava apenas começando. O Eco recebeu uma saraivada de concorrentes nos últimos anos. A Ford demorou a reagir e, pior, não ampliou a gama para cima, como fez a Jeep ao posicionar o Compass acima do Renegade. E apenas agora terá um SUV médio, o Ford Territory 2019 . 

 O absurdo sucesso do Compass, que vende mais que os SUVs menores, é um convite aos concorrentes, pelo potencial da categoria. A Ford acaba de encontrar uma janela de oportunidade para invadir essa praia de forma competitiva. A solução atende pelo nome de Ford Territory e poderá ser conhecida em novembro no Salão do Automóvel.

Com desenho moderno, o Ford Territory 2019 também conta com motor 1.5, turbo, de 163 cavalos de potência

A expectativa é que ele comece a ser importado da China até o fim do ano que vem. A anúncio oficial ainda não foi feito, mas AutoBuzz apurou que ele vem, sim, e o mais rapidamente possível. Por enquanto, os executivos da marca dizem que ele vem pro Salão para medir a reação do público.

 

 Exibido em setembro na China, o modelo é fruto de uma parceria da Ford com a chinesa Jiangling Motors. Em breve chega aos mercados da Ásia e da Oceania, e será produzido em mais de uma fábrica naquela região. A plataforma é de veículo chinês, feita sob supervisão da Ford. E os custos são mais baixos que os dos SUVs da marca nos EUA, justamente para atender a mercados emergentes.

O porte externo é levemente superior ao do Jeep Compass , e parece haver um pouco mais de espaço interno. O motor é 1.5 turbo, de 163 cv, com câmbio automático de seis marchas. Nada de tração 4x4 por enquanto, apenas dianteira.

 Portanto, o Ford Territory vem para brigar com o Compass flex, que responde por 65% das vendas do Jeep (o restante é da versão diesel 4x4, mais cara). Terá preço para isso, mesmo importado? Executivo da Ford diz que é possível chegar com preço bem competitivo, embora possa haver algumas limitações de volume de importação.

Interior do Ford Territory 2019 vem com luz ambiente, multimídia com tela sensível ao toque, entre outros itens

De qualquer forma, o modelo colocará a Ford nessa briga que tende a esquentar nos próximos anos. Já no ano que vem o Compass terá como desafiante o Chery Tiggo 7, feito pela CAOA em Goiás – outro que será apresentado no São Paulo Expo.

 A solução Territory permite que a Ford reveja sua estratégia para os próximos anos no Brasil, talvez até planejando uma produção local. Enquanto o SUV médio não chega, a marca já prepara novidades para o EcoSport feito na Bahia. Já no Salão chega a renovada versão Titanium, sem o demodê estepe na tampa traseira. Mas para onde vai o estepe nessa versão? Para lugar algum.

Além do Ford Territory 2019

O EcoSport sem estepe na traseira é outra novidade importante da marca depois do Ford Territory 2019

Os quatro pneus Michelin serão do tipo run flat, com kit de reparo e capazes de rodar por 80 quilômetros murchos, sem estragar, a até 80 km/h. São pneus mais caros, mas o preço do Eco Titanium não vai subir. Como? Trocando o motor 2.0 importado no México pelo 1.5 Dragon nacional.

 

Além dessas duas novidades, tudo o que a Ford vai exibir no Salão aponta para seu novo foco em SUVs, crossovers e picapes. O Edge ST vem como opção para os donos de Mustang que querem voltar a um carro mais alto e espaçoso, sem perder o desempenho. Haverá duas versões esportivas da picape Ranger (Storm e Black). E até o Ka Sedan terá uma versão de suspensão mais alta, para não sofrer em pisos levemente acidentados. O nome dela é Ka Urban Warrior.

E o Fiesta? Esqueça. À exceção do Ka, que vai muito bem em vendas, a Ford não quer saber mais de carros de passeio, seja nos EUA, seja aqui no Brasil. A ficha caiu, e a marca quer voltar aos tempos de bonança de quando o EcoSport era uma febre em nosso mercado. Vamos ver se a marca terá sucesso com o Ford Territory 2019 .

Escreva para a coluna: autobuzz@igcorp.com.br ou acesse o site autobuzz.com.br

Fonte: Carros - iG 


Canais de Contato do Site

49.3198.0333 / 9.9998.5833

(WhatsApp)

A loja que anuncia nesta página é o único responsável pelas transações comerciais que realizar com os usuários do web site Carros e Carros. A comercialização do produto anunciado, bem como a garantia de sua legítima procedência, é de inteira responsábilidade do anunciante, não sendo o Carros e Carros responsável por quaisquer danos diretos e/ou indiretos causados a terceiros, advindo da exibição dos anúncios.