Gigante chinesa fará SUVs e picape no Brasil para brigar com Caoa Chery

05/07/2021


Great Wall, terceira maior fabricante automotiva da China, comprará fábrica desativada pela Mercedes-Benz em Iracemápolis (SP), segundo jornal

Por Leonardo Felix

05.07.2021 às 11h:31 • Att. há cerca de 6 horas

Great Wall, terceira maior fabricante automotiva da China, comprará fábrica desativada pela Mercedes-Benz em Iracemápolis (SP), segundo jornal

 

No esteio do sucesso da Caoa Chery, a gigante chinesa Great Wall, atualmente a terceira maior fabricante automotiva do país (atrás apenas de FAW e Dongfeng), comprou a fábrica da Mercedes-Benz em Iracemápolis (SP) para instalar um polo automotivo no Brasil. A informação é do jornal O Globo.

Segundo o periódico, embora o acordo ainda não tenha sido anunciado oficialmente, já foi divulgado pela empresa em seu jornal interno no dia 25 de junho, “incluindo a divulgação de dados técnicos da planta paulista e a confirmação de que eles estão dentro dos padrões necessários para a produção de carros da GWM (Great Wall Motors)”.

 

Em meados do ano passado, quando eu ainda trabalhava na Quatro Rodas, escrevi um artigo detalhando os planos de ingresso da Great Wall no mercado brasileiro. Na época, expus que a empresa vinha formando um corpo diretivo no país (que está praticamente completo) com o objetivo de iniciar sua operação em 2022. 

A ideia original seria começar como importadora enquanto buscava um local para instalar uma fábrica. Desde o princípio, a companhia queria fugir do ABC paulista e se instalar no interior do Estado, por isso não negociou a aquisição do complexo desativado pela Ford em São Bernardo do Campo (SP). 

Leia também: Por que os carros hoje são tão parecidos entre si

A desativação da fábrica da Mercedes em Iracemápolis surgiu, portanto, como oportunidade perfeita. Por outro lado, pode adiar um pouco o cronograma, visto que a companhia agora tem a oportunidade de começar a operação já com produção local, deixando para fazer os primeiros lançamentos entre 2023 e 24.

Além da fábrica brasileira, a Great Wall também está adquirindo plantas que pertenciam à General Motors na Rússia e na Tailândia, mercados que são similares ao brasileiro. Isso mostra que o plano de expansão global da empresa, que é uma fabricante de capital privado na China, passa prioritariamente por mercados emergentes antes de chegar a Europa e EUA.

A Mobiauto procurou representantes da Great Wall no Brasil para confirmar a informação sobra a aquisição da fábrica de Iracemápolis, mas não obteve resposta até a publicação deste artigo.

Leia também: Carros mais vendidos de junho: Fiat e Jeep têm 7 carros no top-10

Quais carros a Great Wall deve produzir no Brasil

 

Great Wall, terceira maior fabricante automotiva da China, comprará fábrica desativada pela marca alemã em Iracemápolis (SP), segundo jornal

 

Segundo minhas apurações de 2020, o foco da Great Wall será em produzir SUVs e picapes de maior valor agregado, provavelmente da marca Haval, numa estratégia similar à que a Caoa Chery vem adotando. Não devemos esperar nenhum modelo de apelo mais popularesco, como marcas chinesas costumavam fazer nos primeiros anos de presença em nosso mercado.

O favorito para estrear a linha de produção é o SUV médio Haval H6, que tem 4,65 m de comprimento, um porte intermediário ao de um Toyota RAV4 e um VW Tiguan Allspace. Já patenteado no Inpi (Instituto Nacional de Propriedade Industrial), o H6 utiliza na China um motor 1.5 turbo com injeção direta e câmbio automatizado de dupla embreagem com sete marchas. Chegaria para rivalizar com Jeep CompassToyota Corolla Cross e VW Taos.

Leia também: Carros mais vendidos do semestre: Strada é líder e Onix fica fora do top-3

 

Great Wall, terceira maior fabricante automotiva da China, comprará fábrica desativada pela marca alemã em Iracemápolis (SP), segundo jornal

 

Outro candidato a estar no portfólio nacional da marca Haval é o Jolion (o modelo da imagem de abertura desta reportagem), um SUV compacto que viria para brigar no segmento de Honda HR-VVW T-CrossCaoa Chery Tiggo 5XJeep RenegadeChevrolet Tracker etc. Seu trem de força é o mesmo do H6, com aproximadamente 150 cv de potência e 22,4 kgfm de torque.

Além deles, está no radar a Poer, picape média da família Série P desenvolvida para tornar a Great Wall uma das líderes em vendas de picapes no mundo todo. Ela é construída com chassis sobre longarinas e, segundo o fabricante, oferece mais de 100 combinações entre visual, tipo de cabine e motorização.

Leia também: VW Polo GTi antecipa o nosso GTS, só que bem mais potente

 

Great Wall, terceira maior fabricante automotiva da China, comprará fábrica desativada pela marca alemã em Iracemápolis (SP), segundo jornal

 

Seu porte é um pouco maior que o de uma Toyota Hilux: 5,36 m de comprimento, 1,88 m de largura e altura, e 3,23 m de entre-eixos. Sua capacidade de carga é de pouco mais de 1 tonelada, o que a permitiria ser vendida no Brasil com motores a diesel. 

Na China, o propulsor 2.0 turbodiesel da picape rende 163 cv e 40,8 kgfm, um pouco menos do que as picapes médias do mercado brasileiro vêm alcançando nos últimos anos. Assim como o Haval H6, a Poer já tem o seu visual patenteado pela fabricante no Inpi.

Fonte: Mobiauto


Canais de Contato do Site

49.3198.0333 / 9.9998.5833

(WhatsApp)

A loja que anuncia nesta página é o único responsável pelas transações comerciais que realizar com os usuários do web site Carros e Carros. A comercialização do produto anunciado, bem como a garantia de sua legítima procedência, é de inteira responsábilidade do anunciante, não sendo o Carros e Carros responsável por quaisquer danos diretos e/ou indiretos causados a terceiros, advindo da exibição dos anúncios.